Carregando...

Artigos


7 Questões sobre epepilepsia



1- Convulsão e ataque epiléptico são a mesma coisa?

Falso. A convulsão é apenas um tipo de ataque epilético. A convulsão é aquele tipo mais intenso onde a pessoa perde os sentidos e se debate, podendo morder a língua e urinar na roupa. Mas existem crises manifestadas por breves desligamentos, formigamentos ou contrações de apenas alguns grupos musculares.



2- Durante uma crise devemos impedir que o paciente engula sua própria língua?

Falso. Esse é um erro comum e perigoso. A língua não enrola e o paciente não é capaz de engoli-la. O que não se deve, em hipótese alguma, é introduzir os dedos dentro da boca do paciente (pelo risco de lesões graves nos dedos) e tampouco introduzir objetos rígidos (pelo risco de lesões dentárias e gengivais graves). O correto e virar a pessoa de lado, protegê-la, deixar que a saliva escorra e aguardar calmamente que a crise acabe, o que ocorre geralmente antes de três minutos na grande maioria das vezes.



3- A 'baba' durante uma convulsão pode transmitir a doença?

Falso. Epilepsia não é uma doença contagiosa e o contato com a saliva do paciente de maneira alguma torna a outra pessoa epiléptica.




4- As crises podem ser bem controladas com medicamentos?

Verdadeiro. O uso regular das medicações é capaz de controlar adequadamente as crises em praticamente 70% dos casos e muitas dessas medicações são distribuídas gratuitamente pelo SUS.



5- Deve-se dar dose extra do remédio ao paciente quando ocorre uma crise?

Falso. As medicações devem ser mantidas nos horários acertados pelo médico. Não se deve dar remédio extra durante ou logo após a crise. Também não devemos passar água fria e muito menos álcool no rosto do paciente, pois simplesmente não funcionam.




6- Epilepsia tem tratamento, mas não tem cura?

Falso. Em alguns casos existe sim a possibilidade de cura. Seja pelo tratamento por tempo prolongado, sem ter crises (mínimo de dois anos), seja após um procedimento cirúrgico que retirou a causa das crises ou seja pelo próprio amadurecimento do cérebro em alguns tipos de epilepsias infantis.



7- Pacientes com epilepsia tem problemas mentais?

Falso. A imensa maioria dos pacientes com epilepsia tem inteligência absolutamente normal, alguns até acima da média. Uma pequena parcela apresenta problemas que causam dificuldades intelectuais associadas às crises.


Carlos Guilherme Suárez Teles

CREMERJ 52-806.89-7

contato@neurosantiago.com.br